Should I hire an immigration consultant?

Should I hire an immigration consultant?

After much preparation, struggle and sacrifice, you are finally ready to immigrate permanently to Canada. Behold, then a question arises: should I pay an immigration consultant? In general, people, focusing primarily on the financial aspect, are tempted to deal alone with all the bureaucratic issue. However, rely on the services of a specialist – despite not guarantee the visa – greatly increases the chances of the candidate to be successful in your application.

The immigration process is not simple. And the professional will assists the candidate throughout the application procedure, indicating that the form must be submitted, the necessary documentation, and help you decide which immigration category is best suited to their profile. The firm avoids the candidate waste time or be disappointed with a claim denied by this have been misconceived.

However, it is essential to be careful in choosing this consultant. Seek references and make sure that it is an accredited professional. Dealing specifically consulting immigration to Canada, the ICCRC is the regulatory body (The Immigration Consultants Regulatory Council of Canada). Only professionals related to this board are authorized to represent the applicant legally.

Acting this way, the candidate has the security of knowing whom to contact in case of bad practice their profession. On the other hand, there is also the confidence of having a highly qualified professional who has complete masters in immigration law.

The basic course can reach up to one year. A professional at this level prevents the candidate falls in recurrent miscarriage, as “adorn” the reality, judging by this make the application for permanent residence more interesting. Or even falling into contradiction, because inevitably at some point you will need to prove what was said and presented during the application period. At this stage, it takes maximum care not to thwart, by carelessness, a life project.

However, as stated earlier, it is not the consultant who decides whether or not you will immigrate to Canada. The successful application is related to other factors, such as knowledge of English or French, any previous link with the country, vocational training which Canada has demand, etc.. The more items served, the greater the chance of success.

Keep in mind that if your request is denied, do not despair. You can try as many times as you want. Discuss your problem with your consultant. And do not give up your dream.

For help in filing your application contact me at info@brxgroup.ca or call 416-560-1464 (Toronto). Visit our page on Facebook and follow us https://www.facebook.com/InvestorServicesAndImmigration.

See you soon.

Advertisements

Devo contratar um consultor de imigração?

Devo contratar um consultor de imigração?

Depois de muita preparação, luta e sacrifício, finalmente você está pronto para emigrar definitivamente para o Canadá. Eis que então surge uma dúvida: devo pagar um consultor de imigração? De um modo geral, as pessoas, pensando primeiramente no aspecto financeiro, ficam tentadas a lidar sozinhas com toda a questão burocrática. No entanto, contar com os serviços de uma consultoria especializada – apesar de não garantir o visto – aumenta bastante as chances de o candidato ser bem-sucedido na sua aplicação.

O processo de imigração não é simples. E o profissional auxilia o candidato durante todo o procedimento de aplicação, indicando de que forma deve ser apresentada a documentação necessária, além de ajudá-lo a definir qual categoria de imigração é mais adequada ao seu perfil. A consultoria evita que o candidato perca tempo ou se decepcione com um pedido negado por ter sido este mal formulado.

Entretanto, é fundamental que se tome cuidado na escolha deste profissional. Busque referências e certifique-se de que ele é um agente credenciado. Tratando-se especificamente de consultoria de imigração para o Canadá, o órgão regulador é o ICCRC (The Immigration Consultants of Canada Regulatory Council). Profissionais vinculados a este conselho têm autorização para representar o solicitante legalmente.

Agindo deste modo, o candidato tem a segurança de saber a quem recorrer em caso de mau exercício da profissão. Por outro lado, há também a confiança de contar com um profissional altamente qualificado, que possui domínio completo da lei de imigração. O exame de habilidades aplicado pela ICCRC para formação de consultores é reconhecidamente rigoroso.

O curso básico pode chegar a até um ano. Um profissional deste nível evita que o candidato caia em erros recorrentes, como “enfeitar” a realidade, julgando com isto tornar o pedido de residência permanente mais interessante. Ou, ainda, cair em contradição, pois fatalmente em algum momento será necessário comprovar o que foi dito e apresentado durante o período de aplicação. Nessa etapa, é preciso o máximo de cuidado para não frustrar, por displicência, um projeto de vida.

No entanto, como dito no início do texto, não é o consultor quem define ou não sua imigração para o Canadá. O sucesso da aplicação está atrelado a outros fatores, como domínio do inglês ou do francês, algum vínculo anterior com o país, uma formação profissional cujo Canadá tenha demanda, etc. Quanto mais itens atendidos, maior a chance de sucesso.

Contudo, caso o pedido seja negado, não se desespere. Você pode tentar quantas vezes quiser. Converse com seu consultor. E não desista do seu sonho.

Se você gostaria de ter uma avaliação preliminar do seu caso, entre em contato com Nelson Lisboa, e-mail info@brxgroup.ca ou ligue para 416-560-1464 (Toronto). Representamos clientes em todo o Canadá e internacionalmente, Visite e clique em curtir na nossa página no Facebook https://www.facebook.com/InvestorServicesAndImmigration.

Até Breve.

Conheça alguns programas para imigrar ao Canadá

Conheça alguns programas para imigrar ao Canadá

As oportunidades nunca foram tão grandes para aqueles que possuem suas profissões listadas dentre as 24 elegíveis para o programa Federal Skilled Worker, re-aberto pela imigração canadense no dia 04 de maio.

O Federal Skilled Worker (FSW) é um dos programas de imigração mais conhecidos do Canadá, porém nem todas as pessoas são elegíveis a participar. Todos os candidatos precisam saber que ao aplicarem para o programa em questão, eles devem atender todas as exigências.

Caso o interessado não atenda às características, ele pode escolher um outro tipo de programa dentre os mais de 60 disponibilizados pela Imigração Canadense, esses que também concedem o direito de residência permanente no país.

Conheça mais alguns programas para imigrar ao Canadá:

Provincial Nomenee Program

Além de Quebec, a maioria das províncias do Canadá têm acordos com o Governo Federal Canadense que lhes permitem indicar candidatos para a imigração. Os candidatos são escolhidos porque têm habilidades e características que estão em alta demanda na província para qual aplicaram o programa.

Cada Provincial Nomenee Program (PNP) tem uma lista com diferentes exigências, nas quais os candidatos podem se inscrever. Em alguns casos elas são específicas, como agricultores independentes (Alberta), profissionais de saúde (British Columbia), caminhoneiros de longa distância (Saskatchewan) e trabalhadores de empresas familiares (Nova Escócia). Os indivíduos que estão interessados em imigrar devem se atentar às necessidades da província do seu interesse.

Faculdade ou Universidade

Estudar no Canadá também é uma ótima maneira de desenvolver habilidades que irão fortalecer um pedido de imigração, e estudar em um College ou Universidade canadense pode ser um trampolim para a residência permanente.

Na maioria dos casos, após a conclusão dos estudos, o aluno recebe uma autorização temporária de trabalho aberto. O prazo da permissão de trabalho varia de acordo com a duração do programa de estudo.

Os caminhos acima apresentados são apenas uma parte para conquistar a residência permanente no Canadá. Há ainda mais categorias de imigração, incluindo o patrocínio da família, programas para refugiados, entre outros.

Quer saber mais? Entre em contato conosco: e-mail info@brxgroup.ca ou ligue para 416-560-1464 (Toronto). Representamos clientes em todo o Canadá e internacionalmente, Visite e clique em curtir na nossa página no Facebook https://www.facebook.com/InvestorServicesAndImmigration.

Até Breve.

Trabalhos Voluntarios no Canada

Tenha cuidado com Trabalhos Voluntários sem o visto de trabalho no Canadá

Eu tenho sido abordado inúmeras vezes por visitantes do Canadá perguntando se eles podem trabalhar ou não sem uma autorização de trabalho. Às vezes, essas situações envolvem uma troca de bens ou serviços (mas não dinheiro).

É uma idéia muito ruim na maioria dos casos.

Eu vou discutir um caso, um exemplo onde tentando-se de evitar o sistema de autorização de trabalho levou a resultados desastrosos.

Neste caso, o Sr. X entrou no Canadá vindo do seu país de origem com um visto de estudante válido. Ele começou a estudar em uma faculdade em Burlington, Ontario. É importante notar que o visto de estudante proibe qualquer tipo de emprego.

Um indivíduo na escola do Sr. X, o viu trabalhando em uma concessionária Ford e o denunciou às autoridades competentes. O Sr. X foi detido e teve uma audiência preliminar para determinar se ele poderia ou não ficar no Canadá.

Se estes fossem os únicos fatos, este caso seria bastante simples.

No entanto, o Sr. X não estava sendo pago. Ele não recebeu nada em troca pela sua prestação de serviço. Em vez disso, a concessionária Ford estava anotando todas suas horas, e eles concordaram que o Sr. X seria pago por seus serviços após a aquisição da autorização de trabalho num futuro próximo.

Em essência, ele estava oferecendo o seu tempo.

O Tribunal, neste caso, descobriu que o Sr. X estava violado as condições de sua permissão de estudo.

Não importou o fato de que ele não estava sendo pago. O Tribunal considerou que o Sr. X estava envolvido em um “exercício de uma atividade em concorrência direta com as atividades dos cidadáos canadenses e residentes permanentes no mercado de trabalho canadense.”

Em outras palavras, as ações de trabalho (até mesmo o trabalho gratuito) competiu com a capacidade de trabalho dos cidadãos e residentes permanentes, o que é proibido pela Lei de Proteção de Imigração e Refugiados.

O Sr. X teve sua ordem de deportação emitida para deixar o Canadá.

Dicas úteis sobre o voluntariado no Canadá sem uma autorização de trabalho

Então como é que um residente temporário, sem a autorização de trabalho pode realizar trabalho voluntário no Canadá? É melhor que essa pessoa procure aconselhamento jurídico por que cada casao é um caso.

No entanto, aqui estão algumas diretrizes gerais:

Se o trabalho em questáo é normalmente um cargo remunerado, não se voluntarie para ele.

Por exemplo, se você é um contador ou programador de computador, você não deveria normalmente oferecer essas habilidades como voluntário, haja vista essas posições serem pagas.

Lavador de pratos em uma cozinha de restaurante? Isso não é normalmente um cargo remunerado e, provavelmente, sob regras estipuladas.

Se o trabalho não é remunerado, mas geralmente leva a uma posição paga, não voluntarie para ele.

Há algumas profissões que as pessoas normalmente aceitam com a expectativa de que estas levem a cargos remunerados. Alguns estágios ou outros cargos de formação talvez não sejam pagos, mas eles podem ser considerados como “em concorrência direta” com os do mercado de trabalho canadense.

Não tente inventar esquemas inteligentes para o pagamento da prestação de trabalho.

No caso em questão, o Sr. X e a concessionária Ford assumiram o fato de que tinham evitado a exigência de autorização de trabalho, não efetuando o pagamento até que o Sr. X obtenha a autorização de trabalho.

O Tribunal não aceitou esse procedimento. O pagamento não é questão fundamental, mas está interferindo com a capacidade de prstação de trabalho e remuneração pelo serviçp prestado. Assim, qualquer tipo de pagamento alternativo ou esquema de permuta não deve funcionar nunca.

Se você gostaria de ter uma avaliação preliminar do seu caso, entre em contato com Nelson Lisboa, e-mail info@brxgroup.ca ou ligue para 416-560-1464 (Toronto). Representamos clientes em todo o Canadá e internacionalmente, Visite e clique em curtir na nossa página no Facebook https://www.facebook.com/InvestorServicesAndImmigration.

Até Breve.

Volunteer Work in Canada

Be Careful If You Volunteer in Canada Without a Work Permit

I’ve been approached numerous times by visitors in Canada asking whether they can volunteer or not without a work permit. Sometimes these scenarios involve a barter for services or goods (but not money).

It’s a very bad idea in most cases.

I’ll discuss one case as an example of how trying to avoid the work permit system can lead to disastrous results.

In this case, Mr. X entered Canada from his country with a valid study permit. He began studying at a college in Burlington, Ontario. It is important to note that his study permit prohibited any kind of employment.

An individual at Mr. X’s school saw him working at a Ford dealership and contacted authorities. Mr. X was detained and he had a hearing soon after to determine whether or not he could stay in Canada.

If those were the only facts, then this case would be a pretty straightforward.

However, Mr. X was not being paid at all. He was not given anything in return for his serviced. Rather, the Ford dealership was recording his hours, and they agreed that Mr. X would be paid for his services only once he received a work permit in the future.

In essence he was volunteering his time.

The Court in this case found that Mr. X still violated the conditions of his study permit.

It did not matter that he wasn’t being paid. The Court held that Mr. X was engaged in a “performance of an activity in direct competition with the activities of Canadians and permanent residents in the Canadian labour market.”

In other words, his actions of working (even for free for the time being) competed with the ability of citizens and permanent residents to work, which is prohibited under the Immigration and Refugee Protection Act.

Mr. X was issued an exclusion order to leave Canada.

Helpful tips on volunteering in Canada without a work permit

So how does a temporary resident without a work permit volunteer in Canada? It’s best to seek legal counsel as fact situations vary considerably.

Nonetheless here are some general guidelines:

If the job is normally one that is a paid position, do not volunteer for it.

For example, if you are an accountant or computer programmer, you shouldn’t normally volunteer those skills, as typically those are paid positions.

Dishing soup in a soup kitchen? That’s not normally a paid position and probably ok under the current rules.

If the job is not paid but usually leads to a paid position, do not volunteer for it.

There are certain jobs that individuals normally accept with the expectation that they lead to paid positions. Certain internships or other training positions may not be paid, but they may be considered to be “in direct competition” of Canadians in the labour market.

Do not try to invent clever schemes of alternative payment.

In the Mr. X case, Mr. X and the Ford dealership assumed they had avoided the work permit requirement by delaying any actual payment until Mr. X obtained a work permit in the future.

The Court did not accept this. It’s not the payment that is always key – it’s interfering with a Canadian’s ability to do that job. So any sort of alternate payment or barter scheme won’t work – ever.

For help in filing your application contact me at info@brxgroup.ca or call 416-560-1464 (Toronto). Visit our page on Facebook and follow us https://www.facebook.com/InvestorServicesAndImmigration.

See you soon.

Visa Application Centres of Canada (CASV)

Visa Application Centres of Canada (CASV) in Brazil will have new addresses and new management in October

Starting next month, the Canadian government will change the company that manages the Visa Application Centres of Canada (VAC) in Rio de Janeiro, Brasilia and São Paulo. With changing the stations will have new addresses and attendance will be the replacement of the employees, but there should be no major changes in the process of requesting and issuing visas Canadians.

The change is being informed by a message on the VAC site. The text, however, says the centers will be closed permanently in October. Asked by Top Destinations, however, the Canadian embassy clarified that there will only change the outsourced company that manages the centers.

According to the embassy, the new service centers are located in areas close to Sao Paulo, Rio de Janeiro and Brasilia, to facilitate the access of applicants to Canada. Addresses, however, are not yet defined and will be released soon.

Replacing the company also should not cause changes in the visa application process, which will continue to be done via VAC or online.

Asked by Top Destinations on recent delays in the issuance and delivery of visas, the Canadian Consulate said the problems were punctual, related to problems such as computer systems already solved.

The VAC will close permanently on the following dates: Rio de Janeiro: October 1st, 2013 – Brasilia: October 2, 2013 – Sao Paulo: October 3, 2013, at 14 o’clock. After this day, applicants should contact the Canadian Consulate in Sao Paulo or Citizenship and Immigration Canada www.cic.gc.ca, for information.

After closing the VACs, the remaining passports will be returned by the Consulate by registered letter to the address indicated on the application form for a visa.

The Centers for Visa Requirements (VACs) are authorized to accept applications for study permit, work permit, temporary resident visa and travel documents for permanent residents on behalf of the Canadian Embassy in Brazil. VAC’s employees will verify that the application forms were filled out completely and signed, and are accompanied by documents required proofs. They can also arrange passport return through DHL and verify that the required processing fee has been paid. Applicants for permanent residence and applications for seasonal agricultural worker must send your documents directly to the Canadian Embassy.

The VACs are only created to provide support to candidates. VAC staff are not allowed to issue or refuse a visa or permit, nor have any influence on the result of a request, nor should they be requested for advice. Please note that the following items are prohibited inside the dependences VAC at all times: alcohol, illegal drugs and weapons, including firearms, explosives, knives or chemicals of any kind.

Citizenship and Immigration Canada (CIC) must conform to a strict criterion Privacy Act which also extends to all of our missions and employees abroad. These requirements also apply to any individual or company doing work for or on behalf of CIC. The obligations to ensure privacy and to protect disclosure of information is taken very seriously and only a minimum of your personal information necessary for your application at the VAC will be used by us.

For help in filing your application contact me at info@brxgroup.ca or call 416-560-1464 (Toronto). Visit our page on Facebook and follow us https://www.facebook.com/InvestorServicesAndImmigration.

See you soon.