Student Permit sem Work Permit

Quem for ao Canadá fazer curso de idioma não vai mais poder trabalhar

0 Teaser Canada Green Pass Program E

Medida vai valer para alunos com vistos emitidos depois do dia 1º de junho. Segundo o consulado Canadense, a mudança é para que o jovem fique mais focado no curso.

Após o dia 1º de junho, os estrangeiros que vão para o Canadáfazer cursos de inglês e francês não terão mais permissão para trabalhar independentemente do tempo de permanência no país. A nova regra vale somente para os alunos de cursos de idiomas com vistos emitidos depois do dia 1º de junho. A mudança, segundo o Consulado Geral do Canadá em São Paulo, entre outros objetivos, é para que o intercambista possa ficar mais focado em concluir o programa de estudos.

Para os alunos de cursos de graduação e pós, com duração de no mínimo seis meses, as regras de trabalho foram facilitadas. A partir desta data, eles poderão trabalhar no máximo 20 horas por semana fora dos campi das instituições, sem ter de solicitar permissão. Antes, estes alunos só podiam trabalhar dentro dos campi, ou caso contrário, tinham de pedir autorização ao consulado.

Conforme nota do Consulado Geral do Canadá em São Paulo, é comum que os países revejam seus programas e façam modificações. Ainda, segundo o consulado, os estudantes interessados em programas de idiomas “não possuem habilidades linguísticas necessárias para ter uma experiência significativa no mercado de trabalho do Canadá.” “Os regulamentos existem para garantir que esses alunos estejam claramente focados em completar seu programa de estudo durante essa curta estadia no Canadá”, diz a nota.

O consulado afirma que o país é mundialmente conhecido pela qualidade do ensino e de vida e que os estudantes levam estes pontos em consideração na hora de escolher o destino do intercâmbio

Hoje o Canadá é o líder entre os destinos preferidos dos brasileiros que querem aprender inglês no exterior. Segundo a Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais (Belta), 60% das agências de intercâmbio do país apontaram que em 2013 o Canadá foi o país que mais recebeu brasileiros interessados em aprender idiomas. De acordo com o consulado, em 2012, havia mais 265 mil estudantes internacionais matriculados em programas de estudo de mais de seis meses.

Para agilizar os procedimentos de visto, o Canadá criou centros de solicitação em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, autorizados a receber os pedidos. Também é possível fazer a inscrição on-line para certos tipos de vistos, como o de visitante temporário. Outra mudança é que o visto que permitia uma única entrada no país foi extinto e substituído por o de múltiplas entradas.

Outros países que permitem trabalho

Se a regra vai mudar no Canadá, em países como Irlanda, Austrália e Nova Zelândia o intercambista estrangeiro matriculado em cursos de idiomas pode trabalhar. O presidente da Belta, Carlos Robles, informou que esta possibilidade é um fator que atrai quem quer aprender idiomas no exterior e vai além da necessidade de complementar a renda para custear as despesas.

Muitos estudantes que procuram o intercâmbio também querem uma oportunidade de trabalho, além do idioma. Às vezes, a opção pelo trabalho nem é tanto para ter uma fonte de renda, mas é mais pelo currículo. O trabalho fora do país é muito valorizado, mesmo que seja uma experiência curta e diferente da área de atuação, demonstra flexibilidade e dá um “up grade” no currículo.

 

Para maiores detalhes entre em contato com Nelson Lisboa (1) 416-560-1464 – nlisboa@brxgroup.ca, siga nossas publicações e curta a página no Facebook http://facebook.com/InvestorServicesAndImmigration

 

Canada wants to attract Skilled Newcomers

Canada wants to attract Skilled Newcomers

 

canadian passport 3

Federal, Provincial and Territorial Governments Working Together to Meet Canada’s Labour Needs through Active Immigrant Recruitment

Federal, provincial and territorial (FPT) immigration ministers met on March 18, 2014 and reiterated their commitment to actively recruit economic immigrants that have the skills the Canadian economy needs most.

Canada’s Citizenship and Immigration Minister Chris Alexander and Alberta’s Jobs, Skills, Training and Labour Minister Thomas Lukaszuk co-chaired the meeting of FPT ministers responsible for immigration. Economic immigration was a top priority for all ministers around the table.

Ministers agreed to continue collaborating on building the new active recruitment model which is known as the Expression of Interest (or EOI) system. It is intended to transform Canada’s immigration system into one that is more responsive to labour market needs.

EOI will provide governments and Canadian employers access to skilled foreign workers and expedite their entry into Canada for jobs that aren’t being filled by people already in Canada. Ministers agreed to engage jointly and intensively with employers on EOI prior to the new system launch in January 2015.

Immigration Ministers also endorsed a plan to improve settlement outcomes for newcomers across Canada. It includes improved pre-arrival services, foreign qualification recognition, language learning for newcomers who are not in the workforce and ways to encourage newcomers to become more connected to their communities.

The ministers reviewed progress to date on the FPT Vision Action Plan, reiterating the continuing need to align immigration levels with economic demand, build a fast, flexible economic immigration system focused primarily on meeting labour market needs across Canada, and improve social and economic settlement and integration outcomes for newcomers to Canada.

As immigration remains crucial to Canada’s economic future, the ministers agreed to meet again before the end of the year to continue this important work.

Under the Canada-Québec Accord relating to immigration and temporary admission of foreign nationals, Québec fully assumes sole responsibility for establishing immigration levels, and for the selection, francization and integration of immigrants. In areas under its responsibility, Québec develops its policies and programs, legislates, regulates and sets its own standards. Québec is an observer at FPT meetings.

This is Canada

Subway turnstiles were jammed in the morning. While awaiting maintenance, passengers were depositing  the corresponding value on the ratchet. That’s CIVILIZATION!

Catracas do metrô do Canadá travaram pela manhã. Enquanto aguardavam a manutenção, os passageiros passavam normalmente colocando o valor correspondente em cima da catraca. Isso é CIVILIZAÇÃO!

 

Catraca Metro Canada

Eleições 2014

TÍTULO DE ELEITOR

Eleicoes 2014

O voto é obrigatório para todo cidadão brasileiro alfabetizado maior de 18 e menor de 70 anos, ainda que resida no exterior. O voto é facultativo para os jovens entre 16 e 18 anos incompletos, os maiores de 70 anos, e os analfabetos.

ENCERRAMENTO DO PRAZO PARA PEDIDOS DE ALISTAMENTO ELEITORAL OU TRANSFERÊNCIA DO TÍTULO

Tendo em vista as eleições presidenciais de 2014, o prazo para pedidos de título de eleitor no Consulado encerrará em 07/05/2014.

Em ano de eleição, o processo de alistamento/transferência eleitoral é suspenso no período que vai de 150 dias antes da votação até a apuração final de votos do 2º turno das eleições.

Durante o período em que o cadastro eleitoral estiver fechado (isto é, até a apuração em âmbito nacional), caso o eleitor precise de uma certidão que ateste sua situação eleitoral, terá duas opções:

1) Caso esteja quite com a Justiça Eleitoral, você poderá obter uma certidão no sítio do TSE (www.tse.gov.br) clicando nos links Serviços ao Eleitor -> Certidões -> Quitação eleitoral.

2) Se não conseguiu obter a certidão acima, pode haver alguma pendência na Justiça Eleitoral. Em razão do fechamento do cadastro, o Consulado poderá fornecer uma Certidão de Cadastro Fechado que supre, temporariamente, a certidão de quitação eleitoral. É importante lembrar que, quando os serviços eleitorais forem
retomados, após a apuração final, você deverá comparecer novamente à repartição consular para solicitar a regularização de sua situação eleitoral.

Para solicitar a Certidão de Cadastro Fechado (item 2 acima), compareça pessoalmente ao Consulado (ver horário de atendimento) e traga o original do título de eleitor e de documento de identidade oficial brasileiro com foto e assinatura.

http://toronto.itamaraty.gov.br/pt-br/titulo_de_eleitor.xml

Canada’s top 10 places for new immigrants

Inmigracao Canada

Canada’s top 10 places for new immigrants

 

Canada is a choice destination for immigrants, but where in this vast country is the best place to settle? It is an important decision. Good job opportunities are a must, but that alone isn’t enough. We also look at affordability of rental housing and seek out communities with a track record of attracting large immigrant populations. Factor in other considerations, like lower crime and good transit; we have come up with a top 10 list of the most welcoming places for newcomers to Canada.

 

10. Vancouver, B.C.

Unemployment rate:                                                         7.1%

Immigration as % of population:                                      44.4

Average rent for one-bedroom unit:                              $1,005

 

9. Calgary, Alta.

Unemployment rate:                                                         5.9%

Immigration as % of population:                                      25.4

Average rent for one-bedroom unit:                              $1,039

 

8. North Vancouver, B.C. (City)

Unemployment rate:                                                         6.1%

Immigration as % of population:                                      30.2

Average rent for one-bedroom unit:                              $1,005

 

7. Saskatoon, Sask.

Unemployment rate:                                                         5.5%

Immigration as % of population:                                      13.7

Average rent for one-bedroom unit:                              $845

 

6. Winnipeg, Man.

Unemployment rate:                                                         5.7%

Immigration as % of population:                                      21.0

Average rent for one-bedroom unit:                              $750

 

5. Brandon, Man.

Unemployment rate:                                                         5.7%

Immigration as % of population:                                      14.7

Average rent for one-bedroom unit:                              $595

 

4. Brossard, Que.

Unemployment rate:                                                         6.3%

Immigration as % of population:                                      35.6

Average rent for one-bedroom unit:                              $651

 

3. Saanich, B.C.

Unemployment rate:                                                         5.7%

Immigration as % of population:                                      17.6

Average rent for one-bedroom unit:                              $833

 

2. Burlington, Ont.

Unemployment rate:                                                         5.8%

Immigration as % of population:                                      16.4

Average rent for one-bedroom unit:                              $766

 

1. Ottawa, Ont.

Unemployment rate:                                                         7.0%

Immigration as % of population:                                      20.4

Average rent for one-bedroom unit:                              $932

 

Imigre para o Canadá sem precisar de uma oferta de emprego

Imigre para o Canadá sem precisar de uma oferta de emprego

A província de Nova Scotia divulgou recentemente um dos mais atraentes programas de imigração para o Canadá.

Nos últimos anos a imigração Canadense tem focado cada vez mais em candidatos que já possuem uma oferta de emprego ou ainda alguma experiência prévia de trabalho no país. A mais nova categoria de imigração da província de Nova Scotia, chamada de “Regional Labour Market Demand”, pretende dar oportunidade para aqueles que não se enquadram nos requisitos mencionados acima.

Profissões na área de Saúde, Tecnologia e Trabalhadores Técnicos formam grande parte da lista de profissões em demanda no novo processo oferecido por Nova Scotia.

Esta é uma ótima oportunidade os queridos leitores. Por esse motivo, eu escrevo de forma detalhada – passando o máximo de informações possíveis a respeito dessa nova oportunidade.

A estratégia que a província está utilizando (por não exigir uma oferta de emprego) é de aplicar alguns dos critérios utilizados em outros programas de imigração, como por exemplo: procurar por profissionais formados e com experiência em áreas de demanda na província; exigir nível mínimo de inglês / francês e limitar a idade do candidato. Além desses fatores é também necessário que o candidato tenha um plano claro sobre como irá se estabelecer na província.

Conforme já mencionado em outros artigos, as províncias “menos populares” tendem a criar programas de imigração mais atraentes, para chamar a atenção daqueles que não conseguem atender às exigências de províncias mais “desejadas”, tais como British Columbia, Ontario e Alberta. O novo processo de Nova Scotia é mais um bom exemplo disso.

Como se qualificar para o “Regional Labour Market Demand”?

  • Fator Idade: O candidato precisa ter entre 21 e 55 anos.
  • Fator Idioma: Você precisa comprovar proficiência no Inglês (ou francês) obtendo o nível mínimo de CLB 5 (requerimento mais baixo do que o processo federal e o parte do Canadian Experience Class) – No último censo realizado na província o inglês foi indicado como primeira língua por mais de 94% da população de Nova Scotia.
  • Fator Dinheiro: você precisa comprovar ter dinheiro suficiente para se estabelecer em Nova Scotia nos primeiros meses após a sua chegada (exemplo: família de 3 pessoas por volta de CAD$ 17 mil e uma família de 4 pessoas CAD$ 20.000. Este dinheiro não pode ser emprestado (parente, amigo ou banco) e precisa estar disponível em sua conta bancária no Brasil).
  • Fator Educação: você precisa ter colegial completo e educação superior na área em demanda na qual esteja aplicando. O período de estudo na área precisa ser de pelo menos 1 ano.
  • Fator Experiência Profissional (NOC 0, A ou B): a profissão do candidato precisa estar na lista de profissões em demanda (veja lista oficial abaixo) e você precisa ter pelo menos 2 anos de experiência nesta área de atuação. Importante: se você não sabe o que é o ‘NOC’, clique aqui para assistir o vídeo tutorial que eu fiz no ano passado.
  • Demonstrar que você tem condições de se estabelecer economicamente na província

 

Plano para se estabelecer na Província (“Settlement Plan”).

Esta é uma das partes mais importantes da aplicação onde precisa-se demonstrar para o governo da província que você terá condições de se adaptar e se estabelecer economicamente em Nova Scotia. Esta parte é chamada de “Settlement Plan” e vai exigir que você pesquise sobre a província e mostre que Nova Scotia pode ser sua nova casa

Analisando o guia oficial do “Regional Labour Market Demand” separamos as perguntas mais importantes que você precisa saber e responder para o momento da sua aplicação. Segue abaixo a tradução e comentários dos itens mais importantes:

 

Pergunta: A sua profissão é regulamentada em Nova Scotia? Em caso afirmativo, quais providências você já tomou ou irá tomar para atender aos requisitos para trabalhar em sua ocupação?

Comentário: Esta questão é fundamental para os profissionais que atuam em profissões regulamentadas no Canadá.

 

Você vai precisar demonstrar que conhece o processo de regulamentação da sua profissão, já começou a se informar sobre essa questão e sabe o que precisa fazer para obter as credenciais necessárias.

 

Pergunta: Caso a sua profissão seja regulamentada, você tem condições de iniciar o processo de regulamentação antes de chegar em Nova Scotia? Caso sua resposta seja positiva, liste quais os passos que você vai tomar para iniciar esse processo antes da sua chegada.

Comentário: Para uma grande parte das profissões regulamentadas você só vai poder completar o processo estando no Canadá (ex: realizar uma prova e/ou entrevista).

 

Neste caso eles querem saber se você está pronto para iniciar esse processo ainda estando no Brasil. Ex: tradução juramentada dos documentos, validação do seu diploma (etapa semelhante a do processo federal), obter os documentos necessários, contactar o orgão que regula a profissão etc.

Você precisa pesquisar sobre a sua profissão (como mostrei no vídeo acima) e saber o que pode ser feito agora e o que será feito depois da sua chegada.

 

Pergunta: Se a sua ocupação for regulamentada, qual ocupação não regulamentada relacionada a sua área que você pode começar a trabalhar desde o início? O que você já fez e vai fazer para garantir um sucesso na sua busca por emprego nesta ocupação?

Comentário: O processo para obter licença em uma profissão regulamentada pode levar um tempo e o governo precisa saber se você está preparado(a) para exercer algo relacionado na área para que não fique parado(a) sem fazer nada

 

Existem diversas profissões não regulamentadas que são relacionadas a profissões regulamentadas. Por exemplo: Enfermagem é regulamentada mas ajudante de enfermagem não é (Nurse Aides). Nesta caso o governo quer saber se você está preparado(a) para trabalhar nessas profissões enquanto aguarda a regulamentação na sua principal ocupação.

 

Pergunta: Se a sua profissão não for regulamentada, o que você já fez e/ou vai fazer para sucesso na sua busca por emprego? 

Comentário: Obter uma oferta de emprego para esse processo de imigração não é um requisito obrigatório mas estar preparado(a) para o mercado de trabalho é extremamente importante. É exatamente nesta etapa onde eu posso mais te ajudar. Ter um sucesso na busca por emprego é fundamental em qualquer etapa do seu “Plano Canadá” (e qualquer outro processo de Imigração) e foi por isso que eu criei o Guia de Emprego no Canadá em nossa Área VIP. Para saber mais detalhes sobre esse conteúdo.

 

Pergunta: Liste pelo menos 3 motivos pelo qual você está escolhendo Nova Scotia como seu destino de Imigração para o Canadá.

Comentário: Essa questão (e as próximas duas) vai exigir que você pesquise sobre Nova Scotia (o que não será uma tarefa chata). O que o governo quer evitar aqui é que você não esteja planejando apenas “usar” Nova Scotia para entrar no Canadá e depois sumir da província.

 

Pesquise sobre as cidades, clima, educação, turismo, economia etc.

 

Pergunta: Informe a cidade e região em Nova Scotia onde você pretende morar. Forneça pelo menos 2 razões pela qual você escolheu essa região.

Comentário: Caso você escolha a região de Halifax (por exemplo) pesquise sobre a cidade e fale sobre os motivos pelo qual você escolheu a capital da província (se baseando em estilo/qualidade de vida, oportunidades de emprego, características da cidade etc).

 

Pergunta: Você pesquisou sobre os serviços e infra-estrutura para você e sua família na regiões onde pretende morar em Nova Scotia (ex: escolas, shopping, parques etc)

Comentário: Como qualquer futuro imigrante, você quer saber onde vai morar, quais são os serviços disponíveis, escola onde você quer colocar seu filho(a) para estudar, parques na região e quais shoppings que você vai gastar seus dólares canadenses.

 

Como funciona o processo.

Se você acredita que é um candidato para Imigrar para Nova Scotia e está pronto(a) para iniciar seu processo, entre em contato para que possamos preencher os documentos necessários.

Dica: As vagas são limitadas, “First come, first serve”.

Após o envio dos documentos os oficiais irão revisar a sua aplicação e caso seja necessário uma entrevista, será preciso que você faça uma viajem para Nova Scotia para uma “exploratory visit” e a entrevista com o oficial.

 

Nota: Ainda não consegui obter uma informação oficial a respeito de cotas (total e já utilizadas) sobre esse processo. Caso as cotas estiverem esgotadas no momento em que você estiver lendo este artigo, entre em contato para que possamos te ajudar na com antecedência na reabertura de novas vagas.

 

Uma vez aprovado pela província, você vai receber uma confirmação oficial pelo correio e basta anexar este documento na sua aplicação para a etapa final do governo federal (obs: não estou falando do processo federal Skilled Worker. Quem finaliza os processos de imigração é um setor do governo federal mesmo que tenha se iniciado e aprovado por uma província).

 

Imigrar para o Canadá é um processo trabalhoso, seja através de um processo provincial como este, o Canadian Experience ou processo federal. Cada um tem sua dificuldade e vai exigir dedicação e foco seu durante o processo.

 

Sobre a província:

Nova Scotia é “quase” uma ilha e é a segunda menor província do Canadá – com quase 1 milhão de habitantes – e está localizada na costa leste do Canadá. A capital Halifax tem aproximadamente 400 mil habitantes e em seguida vem a cidade de Cape Breton com 105 mil habitantes. Caso você esteja procurando por uma cidade menor ainda pesquise por Kings County (60 Mil) ou Colchester (50 Mil).

Teaser Canada Green Pass Program

A Província de Ontário quer aumentar imigração

Inmigracao Canada come to canada

A Província de Ontário quer aumentar imigração

 

O ministro das Finanças da Província de Ontário, Charles Sousa, revelou hoje que o seu governo vai lançar, dentro de uma semana, um pacote de que pretende aumentar o número de imigrantes.

Em entrevista, o ministro que já exerceu anteriormente funções de ministro da Cidadania e Imigração, explicou que a província tem setores carentes que não estão protegidos pela atual lei de imigração, já que existem muitos “refugiados” que são protegidos pelo governo provincial.

Sem colocar em questão as pessoas acolhidas pelo sistema, o ministro quer ter o mesmo “poder de escolha” existente em outras províncias.

Devido ao aumento do número de indústrias, no setor da mineração, no setor da construção civil, etc. há necessidade de pessoas nesses setores, afirmou o ministro.

Nos próximos três anos, está previsto um aumento do investimento na ordem de $35 milhões de dólares, o que “irá aumentar a construção” em Ontário.

“Precisamos de trabalhadores agora. Há países que estão fechando as portas, nós, ao contrário, estamos abrindo para receber mais trabalhadores, a província de Ontário precisa de imigrantes”, disse o ministro.

O ministro Charles Sousa disse que os portugueses “são bem-vindos para trabalhar na província”, porque “têm uma boa reputação e são bons trabalhadores”.

“O essencial é fazer com que a economia funcione. A taxa de natalidade não está alta, e o poder econômico do Canadá nos últimos 100 anos deve-se à imigração existente na nação”, disse.

O país pretende acolher trabalhadores competentes e com qualificações, uma das exigências aos imigrantes é o conhecimento da língua inglesa ou francesa.

Calcula-se que existem no Canadá cerca de 550 mil portugueses e descendentes, e 30 mil brasileiros, estando a grande maioria localizada em Ontário.